Correção de sorriso gengival

O que é.

O sorriso gengival caracteriza-se pela exposição da gengiva, superior a 4 mm, ao sorrir e pode aparecer em grau leve, médio e acentuado. Esse excesso gengival compromete a harmonia do sorriso e desagrada grande parte dos portadores.

O sorriso gengival pode ter causas congênitas ou adquiridas. As mais frequentes são: encurtamento do lábio superior, origem muscular, distúrbios hormonais, hiperplasia gengival, erupção dentária alterada e protuberância excessiva ou crescimento vertical da maxila.

Correção.

Pacientes com sorriso gengival tendem a se sentir desconfortáveis e com vergonha de sorrir. Muitos acreditam que a correção só pode ser feita com cirurgia, o que não é verdade. Há casos que precisam sim passar por processo cirúrgico, mas na grande maioria das vezes uma técnica simples, sem intervenção cirúrgica, devolve a essas pessoas a vontade de sorrir: é a aplicação da toxina botulínica.

O tratamento.

A aplicação da toxina (Botox®) é feita no consultório, dura menos de 5 minutos e é praticamente indolor. Proporciona um aspecto mais bonito e natural ao sorriso.

O resultado é muito satisfatório, aparece em poucos dias e dura por vários meses. Após esse período, o músculo volta gradativamente à sua contração normal, podendo-se fazer uma nova aplicação.

Mais indicações da toxina.

Além da indicação para fins estéticos, a toxina também é muito útil para tratar distúrbio ou disfunção da ATM (articulação temporo-mandibular), bruxismo, neuralgia do trigêmeo, assimetria facial e hiperidrose (suor excessivo).

Fonte: http://sumayamattar.med.br

A beleza ao seu alcance