Cirurgia pós obesidade

Cirurgia-pos-obesidade

A cirurgia plástica após grande perda de peso aborda basicamente três tipos de pacientes:

Pacientes que realizaram cirurgia bariátrica ou usaram balão intragástrico resultando em perda de dezenas de quilos no período de alguns meses
Pacientes que ganharam peso excessivo durante a gravidez e se recuperaram após o término da amamentação
Pessoas obesas ou com sobrepeso que conseguiram voltar ao peso próximo do normal em relação à sua altura (índice de massa corpórea) por meio de hábitos de vida saudáveis envolvendo basicamente dieta balanceada e exercícios regulares.

A cirurgia plástica após grande perda de peso se tornou popular primeiramente nos Estados Unidos, onde a obesidade é mais acentuada e frequente que em outros países. No entanto, nos últimos anos, esse tipo de cirurgia plástica tem se intensificado no Brasil, sendo que alguns tipos são inclusive cobertos por alguns convênios médicos.

As principais cirurgias indicadas para pessoas que perderam muito peso naturalmente são basicamente as mesmas e podem envolver: correção de hérnias (comum após cirurgia bariátrica), correção de alargamento dos músculos reto abdominais (comum para plástica depois do parto), lipoescultura e lipoenxertia, plástica de braços (braquioplastia), plástica de abdômen (abdominoplastia), cirurgia de mama feminina (com ou sem implante), cirurgia de mama masculina (ginecomastia), lifting de coxas, remodelamento de nádegas (com ou sem aumento do volume), cirurgia de face e pescoço, plástica de áreas íntimas femininas, Upper Body Lift, Lower Body Lift E Total Body Lift.

Publicidade

Dessa maneira, entende-se que a cirurgia não envolve “apenas a retirada do excesso de pele”; na verdade, cada caso individualizado de maneira que pode ser necessária também a retirada de depósitos de gordura e providenciar a reposição de regiões “caídas” usando diversas técnicas para remodelar a região alterada. Por exemplo, a perda excessiva de peso pode causar perda de volume facial e nas nádegas; nesses casos, a lipoenxertia estruturada pode revitalizar a região com um aumento tridimensional que melhora muito a aparência do local.

Algumas dicas para quem deseja minimizar a necessidade desse tipo de cirurgia:

Emagreça com monitoramento médico e nutricional, sem pressa e de maneira contínua. Ou seja, evite o “efeito sanfona” de emagrecer e engordar várias vezes, pois não é saudável
Se observar que está ganhando peso, lembre-se de usar hidratante corporal para tentar evitar a ocorrência de estrias. A presença de muitas estrias juntamente com flacidez de pele ainda não são tratados de maneira eficaz sem a cirurgia
Tenha hábitos saudáveis de alimentação balanceada, com prática regular de exercícios físicos, e lembre-se: não fume.

Fonte: http://www.minhavida.com.br

A beleza ao seu alcance